Vereador Dr. Adriano reconhece trabalho de núcleo de pesquisa da UFJF pioneiro em educação física inclusiva

O vereador Dr. Adriano Miranda entregou nesta noite de quarta, 4, uma Moção de Aplauso a Profª Drª Eliana Lucia Ferreira da UFJF pelo pioneirismo no trabalho com Educação Física Inclusiva.

À frente do Núcleo de Pesquisa em Inclusão, Movimento e Ensino a Distância da UFJF/NGIME ela desenvolve há 10 anos pesquisas pioneiras e capacitação de professores para trabalhar com alunos com deficiência em aulas de Educação Física. Os esportes são adaptados para promover a inclusão e a autonomia desses alunos, que passam a realizar as atividades em conjunto com toda a turma, promovendo a verdadeira inclusão. No hall de entrada do prédio um quadro de Leonardo Paiva representa toda a trajetória das pessoas com deficiência na nossa sociedade desde a marginalização até a ressignificação através do esporte.

Em sua fala Dr. Adriano ressaltou a importância do trabalho realizado pela professora Eliana. “Essa homenagem vai pela pessoa que você é, que apesar de todas as adversidades luta e batalha por esse núcleo e tem um brilho nos olhos, porque sente orgulho daquilo que faz. É uma pessoa que faze a diferença e deixa um legado para a sociedade na causa da luta pela pessoa com deficiência”.

Eliana agradeceu o reconhecimento e contou um pouco da sua trajetória. “Quando cheguei na UFJF poucos conheciam a educação física inclusiva e conseguimos realizar um importante trabalho nessa área, com a formação de mais de 10 mil alunos. O que me orgulha é ver que as pessoas com deficiência estão ganhando espaços graças ao nosso trabalho e vejo as sementes que foram plantadas. Agradeço o reconhecimento e parabéns pelo seu trabalho, um médico com tanto compromisso como você, num momento que a política está tão desprestigiada. ”

 Inclusão

A inclusão de pessoas com deficiência na sociedade é uma das bandeiras do mandato do vereador Dr. Adriano Miranda. Conquistou recentemente, através de cobranças ao Executivo, a contratação de mais 130 professores bidocentes na rede pública de ensino para incrementar o aprendizado de alunos com deficiência. Militando nessa causa, já teve também aprovado o projeto que cria a Semana Municipal de Conscientização e Informação sobre TDAH no próximo dia 13 de julho. Como médico neurologista promove nas escolas palestras sobre Autismo, TDAH e Síndrome de Down e propôs ainda a ampliação do atendimento de pessoas com deficiência na rede municipal de ensino para alunos com TDAH, que também apresentam dificuldades na escola.